Postagens destacadas

diciembre 14, 2015

SÓ pODEMOS mELHORAR o qUE pODEMOS mEDIR

Só podemos melhorar o que podemos medir
Não podemos melhorar o que não podemos medir”, disse Peter Drucker, o guru do Management.

Uma das vantagens de fazer isso consiste em poder associar causa e efeito. As decisões que tomamos que se traduzem em ações são as causas; os resultados que obtemos são os efeitos. Se conseguirmos associar-los e analisar-los podemos deixar de fazer o que produz resultados ruins e repetir o que gera efetividade.

Diariamente devemos decidir o que fazemos ou deixamos de fazer porque, é claro, não podemos fazer tudo ao mesmo tempo; além disso, nem tudo o que fazemos tem resultados positivos e queremos selecionar as melhores opções. Mas, para chegar a obter soluções, na maioria das vezes o ser humano utiliza apenas percepções e não informação objetiva.

E nesse momento começam os problemas. As percepções estão influenciadas pelo nosso passado e por nossos preconceitos, por tanto, normalmente, não representam a realidade, mas sim, uma versão distorcida do que nos rodea. E isso se deve, em grande parte, ao fato de que só vemos o que queremos ver: isso se conhece como caráter seletivo do ser humano.

O mesmo acontece no MercadoLivre, onde milhares de vendedores competem por seus clientes. Tomar decisões com base no que “acreditamos” que vai funcionar é um dos grandes problemas do por que não somos altamente efetivos ao vender. Agir como base nas percepções faz com que nos equivoquemos muito porque decidimos sobre informações que, muitas vezes, não representam a realidade.

Por isso, medir é fundamental tanto para fazer micro experimentos como para entender o que passa em cada categoria do MercadoLivre; comparar essas medidas ao longo do tempo e com outros é a base para descobrir se estamos fazendo bem ou mal as coisas. Ou se nos orientamos unicamente por nossa percepção.

Subscribe Email

Nueva llamada a la acción
Nueva llamada a la acción

 


 

Deixe aqui seu comentário